Geografia Poesia Fé: Junho 2016

Aracaju - Sergipe e seus aspectos Socioambientais - Prezi

Apresentação de prezi sobre os aspectos socioambeintais da capital de Sergipe, a bela Aracaju.

O município de Aracaju localiza-se em sua maior parte na planície costeira do Estado de Sergipe, entre o estuário dos Rios Sergipe e Vaza-barris; sua ocupação da malha urbana extrapola os limites municipais adentrando os espaços dos municípios limítrofes: São Cristóvão, a oeste; Nossa Senhora do Socorro, ao Norte; Barra dos Coqueiros, ao Leste; e Itaporanga D´ajuda, ao sul.
A primazia urbana de Aracaju na dinâmica e relação sócio-espacial do Estado é muitas vezes caractristica de um contexto de macrocefalia e adensamento urbano, na qual os municípios limítrofes se desenvolvem a partir da atração que os serviços e comércio aracajuanos promovem.
A caracterização do geoambiente urbano de Aracaju se baseia na análise de seus processos naturais e impactos socioambientais sobre as esferas das águas, do ar, da terra e da vida. 

Jogos e Geografia da Europa: Resumo, Vídeos, Mapas, Dicas sensacionais para você fechar a prova

Olá galera,
Eu e a equipe #Geocaçadores criamos essa postagem de revisão com um conteúdo super selecionado para vocês!

Em breve vamos melhorar essa postagem com a avaliação dos jogos. Por hora... Boa revisão e boa prova!


Geografia da Europa 

Europa
O continente europeu é um dos menores continentes, diante disso, ocupam uma área territorial de 10.530.751 quilômetros quadrados que corresponde a 7% das terras emersas do planeta.
Muitos definem a Europa não como um continente, mas sim como uma imensa península, em razão de seu litoral recortado. Ela se localiza no oeste da eurásia, seu território permanece quase em sua totalidade no oriente. O território desse continente limita-se ao norte com o Oceano Glacial; com os mares Mediterrâneos e Negros ao sul, Oceano Atlântico a oeste e com os Montes Urais, o Rio Ural e o Mar Cáspio ao leste.
No continente europeu existem muitos países, entre ele de maior território é a Rússia com 40% de área total, o restante abriga 40 países.  Reino Unido, Alemanha, França e Itália, que fazem parte do G-8 (grupo dos países mais ricos do mundo).
 A Europa apresenta uma série de particularidades, diante disso apresentamos os principais aspectos do relevo, hidrografia, clima e vegetação.  
Relevo
 No relevo europeu predominam elevações modestas, e são muito comuns as planícies, principalmente na metade norte do continente e em toda a porção leste, onde aparece a grande Planície Russa.
O litoral da Europa é extremamente recortado, o que favorece a instalação dos portos, a navegação e o comercio. Possui grande número de penínsulas e ilhas de extensões diversas isolando mares interiores.
As costas ocidentais da Europa são banhadas pelo Oceano Atlântico e por seus mares secundários. Ao redor de toda a Europa, a plataforma continental é muito larga, propiciando boas condições para a pesca e o extrativismo mineral.
Clima
Seis principais tipos de climas na Europa: oceânico, temperado continental, mediterrâneo, subpolar, frio continental e frio de altitude ou de montanha.
Clima mediterrâneo - É aquele que ocorre, principalmente, nas áreas próximas ao Mar Mediterrâneo.
Clima subpolar - Localiza-se sensivelmente entre as latitudes 55° e 75° N, na península do Labrador, norte da Escandinávia, Sibéria. 
Clima oceânico - Também por vezes chamado clima temperado marítimo, é um tipo de clima que ocorre em regiões afastadas das grandes massas continentais e nas margens ocidentais situadas nas latitudes médias e altas.
Temperado continental - Chuvas em menor quantidade em relação ao clima temperado oceânico e amplitudes térmicas mais altas.
Clima de montanha - Apresentam-se em áreas montanhosas, como os Alpes e os Pireneus. É caracterizado por invernos rigorosos com precipitação de neves e geado e chuvas bem distribuídas durante o ano.

Aula 43 - Europa e União Europeia

Jogos geografia da Europa

6-Localize as capitais- http://online.seterra.net/pt/vgp/3051
8-Leste da Europa Bandeiras Localize- http://online.seterra.net/pt/vgp/3073

9-Oste da Europa Bandeiras Localize- http://online.seterra.net/pt/fl/2001


Essa postagem foi uma criação de Prof. Judson, Miguel, Gabriella, Selton, Luan, Esdras. Talvez tenham outros autores que eu tenhaesquecido.... bem.. Foi criação coletiva!!! kkk

MEGA-REVISÂO: Introdução e Categorias da Geografia, Mapas, Cartografia, Coordenadas, Rotação e Translação

Olá Alunos e Geocaçadores! Como a semana de provas esta chegando aí... resolvi criar este post com algumas video revisões para aprofundar e fixar os conteúdos que irão cair nas provas.

Pesquisamos bastante e selecionamos os melhores vídeos para vocês!

Se te ajudou, curte, compartilha ou comenta aew!
Sugiro também que confira o Post com 6 super jogos para fixar seu conteúdo e se divertir!

MEGA-REVISÂO: Introdução e Categorias da Geografia, Mapas, Cartografia, Coordenadas, Rotação e Translação


6° Ano e 1° Ano - Introdução ao pensamento geográfico e categorias da geografia.






6° Ano e 1° Ano - Mapas, Cartografia e Representações da Terra 

Orientação e Rosa dos ventos

Escala e representação


Representação nos mapas.




6° Ano e 1° Ano - Localização e Coordenadas Geográficas



1° Ano - Rotação e Translação

Rotação, dias, noites e fusos horários.


Translação, zonas climáticas, estações do ano 






Descubra o Mistério da Água no plano Cósmico de Deus. Em: "A Dança da Vida: as Águas, o Criador e Nós"!

Diante da música da criação em Gn 1.2 encontramos o Espírito bailando sobre a face das águas. Inebriada pela canção a água move-se no compasso do Criador. Deus escolheu a água para ser o elemento central no equilíbrio da vida de nosso planeta. A “dança da água” é um dos mais belos espetáculos do mundo. A água evoca sentimentos e emoções; calma e Paz; Purificação e força; mudança e resiliência. Ela representa muitos papeis e protagoniza as mais belas cenas dos mistérios da Criação.


O Senhor nos presenteou com um elemento abundante na superfície terrestre. Mais de 70% da superfície do planeta é coberta por água, nossos corpos são constituídos primordialmente por ela. Se ficássemos sem comer e sem beber é comprovado que morreríamos primeiro de sede e depois por desnutrição. A água no sistema planetário atua retendo energia onde há sobra e redistribuindo-a para os polos; equilibrando nosso planeta.
Os teóricos da evolução e da criação discordam em muitos aspectos, mas concordam num ponto, a vida foi criada em meio ao ambiente aquático (Gn 1.20-21). Ao longo das Eras nosso Deus usou a agua para moldar nossos ecossistemas, nossos corpos e nossa sociedade.
A disponibilidade e qualidade da água é de fundamental importância para o desenvolvimento da vida em qualquer ecossistema (Gn 2.5-6; Jó 14.7-9), mesmo as formas mais simples de vida possuem em seus processos metabólicos a água como elemento central.
Há diversas passagens bíblicas que apontam para facetas que auxiliam ao aprofundamento de nossa reflexão em relação a essa questão. A água pode ser encontrada na Bíblia como um instrumento de purificação, símbolo de refrigério, provisão e benção de Deus.
Desde os primórdios a base da ocupação humana foi estruturada ao redor e através da água. Esse é um elemento vital para a nossa compreensão de sociedade, humanidade e espiritualidade. O pecado e o afastamento de Deus impactaram também o nosso relacionamento com o meio ambiente, fazendo com que passemos de cuidadores do jardim para destruidores desobedientes, como servos infiéis (Lc 20.9-16).
A dinâmica da dança da água sofre diante de nossa infidelidade a Deus quando: lançamos dejetos industriais e domésticos nos nossos rios; retiramos as matas ciliares; criamos barragens para irrigação ou hidrelétricas; etc. No Brasil, temos observado diversas questões entorno de nossa relação com a água, como: a seca no nordeste; a crise dos reservatórios no sudeste; a usina de belo monte do Norte; ou a contaminação de aquíferos por agrotóxicos no centro-oeste.
Nesse contexto, nós como Igreja brasileira para sermos bons mordomos da criação de Deus precisamos nos posicionar em consonância com o criador. Precisamos defender a vida e por conseguinte respeitar, contemplar e louvar ao Senhor pela dança das águas! Como podemos refletir sobre a questão em nossa igreja local? Que tal propor um mês ou dia da água? Elaborar panfletos evangelísticos com questões sobre como respeitar o meio ambiente, como descartar óleo, como se prevenir contra a dengue? Que tal elaborar um dia para ministrar algumas palestras sobre o tema ou mobilizar a sua comunidade por um saneamento básico de melhor qualidade?
Em suma, a Bíblia e a ciência concordam nesse ponto: água é vida! Defender a água é defender a vida. Ela esteve presente desde a criação em gêneses e continuará até a completa redenção descrita em apocalipse. A água, mesmo depois da redenção e do juízo final, continuará a sua dança no centro da Nova Jerusalém onde existe o Rio da água da vida que nasce do Trono de Deus (Ap 22.1). Por fim, então, estaremos ali: as águas, o criador e nós, completamente restaurados adorando, dançando e vivendo a plenitude do tempo unidos em ritmo, compasso e harmonia.

Judson Augusto Oliveira Malta
Doutorando em Geografia, Professor e Assessor auxiliar da ABUB
*obs: TEXTO pedido e publicado pela IPI do Brasil em virtude do dia mundial da Água. Link abaixo:
Fonte: http://www.ipib.org/blog-dos-ministerios-e-secretarias/76-ministerio-da-missao/secretaria-de-diaconia/2102-a-danca-da-vida-as-aguas-o-criador-e-nos

Veja também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...